estrategias digitais

O impacto da internet pode ser observado com grande facilidade na forma de consumo das pessoas, em especial, ao considerar as transações de compra e venda no meio digital. Nesse contexto, o modelo de negócio chamado de e-commerce, em que a venda é realizada por meio de somente uma empresa em sua própria plataforma, tem ganhado cada vez mais espaço.

Naturalmente, em meio a um mercado competitivo, principalmente com consumidores em potencial com diversas opções e informações à disposição, empregar estratégias adequadas é de grande importância. Sem dúvidas, no geral é uma forma de atuação com um grande potencial.

Qual é o impacto do plano de negócio?

Independentemente do tipo de e-commerce, é preciso considerar que apenas uma forma de estratégia não assegura a estabilidade da empresa e por essa razão, os esforços envolvem diferentes áreas desde o seu início, inclusive um plano de negócios. Trata-se de um material em que constam informações cruciais de impacto para a empresa, tais como:

  • Objetivos da empresa;
  • Se as vendas serão totais ou parciais no e-commerce;
  • Público-alvo;
  • Hábitos de compra dos clientes em potencial;
  • Análise de concorrência;
  • Requisitos regulatórios e técnicos para essa forma de atuação.

São questões que englobam fatores primordiais tanto para empresas que pretendem migrar para o meio digital, quanto para as que desejam atuar em ambos os meios. Um dos pontos mais importantes,  que é estudado por meio das informações coletadas, é justamente a viabilidade, o que evita diversos transtornos.

Isso deve-se ao fato de que a decisão de atuar como e-commerce, naturalmente, carrega diversas vantagens, porém, há uma série de questões que devem ser atendidas como qualquer modelo de negócios.

Por exemplo,  uma empresa que comercializa camisa social para uniforme, deve preocupar-se com a logística, funcionamento de site,  divulgação, investimentos, relatórios de resultados, encontrar uma fábrica de uniformes profissionais de confiança, implantação, treinamento de profissionais, formas de pagamento, entre outras.

O plano é ideal para que exista uma base sólida para encontrar soluções para cada ponto na implantação e funcionamento de um e-commerce. A expectativa é que pelo menos a maioria desses fatores sejam delineados, pois um planejamento estratégico adequado é decisivo, em especial, para prever determinados riscos e oportunidades.

As estratégias digitais de maior destaque

Há diversas formas de alcançar as pessoas no meio digital, principalmente com diversas táticas amplamente exploradas. No entanto, a questão não é a quantidade e sim a qualidade dos leads, que correspondem aos clientes em potencial que demonstram interesse na marca.

Estratégias em prol da atração e conversão de leads qualificados são cruciais para impulsionar as vendas. Por esse motivo, são muito visadas, mas devem ser aplicadas com cautela para que o direcionamento seja adequado, justamente devido a qualidade do público atingido. Entre algumas táticas que podem ser adotadas para seguir essa premissa e para uma boa apresentação da marca, é possível citar:

1) Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo tem grande destaque em diversos setores e não é diferente neste caso, uma vez que materiais relevantes tem um potencial significativo para atrair consumidores em potencial. Os conteúdos são basicamente uma ponte para o e-commerce, por isso é crucial que sejam interessantes e de qualidade.

Por exemplo, uma empresa que atua com serviço de impressão 3D, pode apresentar materiais com curiosidades sobre essa forma de impressão, os diferentes setores atendidos, as técnicas mais utilizadas e equipamentos, entre outra possibilidades.

Não basta desenvolver um bom conteúdo, é preciso que seu direcionamento seja adequado, o que também envolve a persona, que  deve ser definida adequadamente. Trata-se da representação do cliente ideal, ou seja, um perfil semi fictício, o que envolve dados como obstáculos, interesses, estilo de vida, ocupação e faixa etária.

2) Invista em materiais que valorizam o produto

É imprescindível que os profissionais tenham consciência de que a experiência de compra tem grande diferença, pois se por um lado apresenta maior comodidade, por outro, não é possível observar o serviço ou produto. Para exemplificar, é possível citar um empreendedor que busca um cofre de aço, vitrine e arara para loja, antes de finalizar sua compra na internet, não verá os produtos.

Nesse cenário, é fundamental apresentar fotos com qualidade, com ângulos variados e descrições adequadas, com informações relevantes e completas. Além disso, conteúdos interessantes a respeito dos produtos podem contribuir com a atração do cliente e envolvimento. É uma forma de potencializar a confiabilidade na empresa.

3) Tenha um site de confiança

Cada ponto é estratégico e embora ter um site de qualidade seja uma questão básica, não deixa de agregar valor ao abordar o que é capaz de impulsionar um e-commerce. Sem dúvidas, um layout amigável, com todo o suporte e instruções que o cliente precisa para realizar uma compra tranquila e segura são cruciais.

Os meios de pagamento devem ser bem definidos e para isso não é preciso pensar somente na praticidade, como também no profissionalismo do intermediador de pagamento que será contratado. Conforme será apresentado em breve, pagamentos é um dos principais pontos que exigem cuidado no e-commerce.

4) Garanta um site responsivo

Além de estruturar um site que seja confiável desde o layout até a realização dos pagamentos, é importante que funcione corretamente nos mais variados dispositivos. Afinal, os smartphones estão cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas e nesse contexto, os empreendedores podem investir além do layout amigável, em opções como um aplicativo.

5) Utilize o e-mail marketing

O e-mail marketing é classificado como uma das ferramentas mais tradicionais do marketing digital e tem grande potencial para contribuir com a nutrição dos leads captados. É uma maneira de se relacionar com os clientes em potencial com uma certa frequência para elevar as chances de conversão.

Além dessa possibilidade, o e-mail marketing também pode ser aplicado para o contato com pessoas que já são clientes, principalmente para envio de conteúdos valiosos, promoções, entre outras possibilidades que contribuam com uma relação diferenciada e a fidelização. Em ambos os casos, é de grande importância que o título seja atrativo para despertar a vontade de ler o conteúdo, que deve ser compatível e de qualidade.

Dependendo da base de clientes em potencial e de clientes antigos, existe a possibilidade de automação, que consiste em otimizar o processo de envio de e-mails em grande escala, sem que a qualidade seja perdida. Todavia, é o tipo de melhoria que deve ser analisada de acordo com as necessidades de cada empreendimento.

Quais são os erros mais comuns?

Nesse cenário, é válido observar que o alcance viabilizado pela internet pode ser positivo de diversas maneiras para as empresas, da mesma forma que caso alguma tática seja aplicada de forma indevida, a repercussão negativa pode ter resultados severos. Sendo assim, é preciso que exista atenção com alguns erros comuns em estratégias digitais  para o comércio online.

Manter o site e/ou blog da empresa desatualizado é um erro severo, assim como as redes sociais, pois além da possibilidade de apresentar informações obsoletas, pode gerar dúvida nos clientes sobre o profissionalismo da equipe.

É fundamental que exista preocupação com a renovação de layout, recursos das plataformas utilizadas, exclusão ou atualização de conteúdos antigos, entre outras questões.

Outro cuidado de grande impacto refere-se a identidade visual, pois a troca constante e brusca pode confundir os clientes. É significativo que a empresa se atualize, porém, é preciso que seja realizado de maneira sutil e em harmonia com a identidade da marca, em especial, para mostrar a evolução.

No que diz respeito aos recursos empregados nas plataformas, opções escassas de pagamento e a ausência de informações sobre os produtos podem comprometer a marca severamente. Por exemplo, se um cliente almeja acessórios para empilhadeiras e enfrenta descrições imprecisas, isso dificulta o processo de compra e tem potencial para a desistência, principalmente para buscar uma plataforma mais completa.

O mesmo se enquadra ao citar um consumidor que deseja adquirir uma máquina de salgados e o e-commerce selecionado só oferece uma ou duas formas de pagamento. Além disso, a união desses dois problemas comprometem ainda mais a plataforma e pode gerar uma repercussão extremamente negativa, afastando ainda mais os clientes em potencial.

É interessante que os investimentos em melhorias sejam contínuos, afinal, as táticas empregadas devem ser sempre analisadas para que os ajustes necessários ocorram ao longo do tempo, o que naturalmente envolve não só as estratégias digitais, como também o plano de negócio.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.