despacho postal

Se você possui uma loja, com certeza enfrenta diversos percalços ao tentar alavancar o negócio, aumentar as vendas e diminuir os custos.

No caso de empreendimentos que utilizam como base das vendas os produtos importados, um dos problemas e dúvidas são acerca do despacho postal.

Entender tudo sobre seu funcionamento e pagamento é mais um dos passos para alcançar o sucesso e aumentar sua lucratividade. Você terá fundamento e conhecimento para tomar as melhores decisões para o futuro do seu negócio.

Você sabia que o cenário atual brasileiro está favorável ao empreendedorismo? Queremos que você aproveite esse momento e faça do seu negócio um sucesso!

Pensando nisso, criamos este artigo para sanar todas as suas incertezas sobre o despacho postal de encomendas internacionais, como por exemplo:

  • Todos os pacotes são cobrados?
  • O que é o Despacho postal? Um tributo? Frete?
  • Qual valor eu deverei pagar?
  • É verdade que o preço aumentou?
  • Como pagar o despacho postal dos Correios?

Preparado para entender tudo sobre o despacho postal de encomenda internacionais, aumentar seu conhecimento e consequentemente impulsionar ainda mais seu negócio?

Além disso, no fim do artigo te apresentaremos algumas alternativas para contornar a nova cobrança dos correios. Se você quer pular direto nesse tópico, pode clicar aqui.

Você também pode navegar no artigo através dos tópicos:

O que é o despacho postal e por que eu devo pagar?

Ao contrário do que muitos pensam, o serviço não é um tributo e nem um frete.

Quando uma encomenda é tributada pela Receita Federal, são cobrados dois impostos de quem está importando a mercadoria: o Imposto de Importação e o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Caso você seja tributado, além dos custos dos impostos, você também deverá arcar com o valor cobrado pelo despacho postal. Por este motivo, muitas pessoas acabam confundindo o preço do serviço com mais um imposto.

O despacho postal é, na verdade, o valor cobrado para auxiliar no custeio aduaneiro de encomendas internacionais importadas para o Brasil, como por exemplo:

  • Custos de recebimento das encomendas;
  • Inspeção de mercadorias por meio de raio X;
  • Quando necessário, o valor para formalizar a importação através do sistema da Receita Federal;
  • Custos para resolver possíveis eventualidades, como produtos proibidos, perigosos ou que possuam necessidades particulares de admissão;
  • Recebimento de impostos de encomendas tributadas pela receita, quando for o caso;
  • Disponibilização de informações sobre desembaraço da remessa através de meios digitais.

Segundo a nota divulgada no site dos Correios, estes são os motivos para o valor do despacho postal ser cobrado de encomendas internacionais.

Você sabe qual valor deve pagar para custear esses serviços e como realizar o pagamento? Iremos explicar tudo para você agora, fique atento!

Qual o valor do despacho postal dos Correios e como pagar?

O valor cobrado era de R$ 12,00, porém, foi feito um aumento no dia 27/08/2018, e o preço a ser pago passou a ser de R$ 15,00.

Segundo os Correios, o preço é quatro vezes menor que o cobrado, em média, por outros operadores logísticos para realização de serviços similares aos prestados pela empresa.

Para pagar este valor do despacho postal dos Correios, há duas formas, de acordo com o caso. Veja:

  • Minha encomenda foi liberada sem tributação: Neste caso, você pode efetuar o pagamento da taxa via internet, através da página de rastreamento.
  • Minha encomenda foi tributada: Caso seu pacote tenha sido tributado pela pela Receita Federal, além de ter que efetuar o pagamento do ICMS e do Imposto de Importação, você deverá realizar o pagamento do despacho postal através do ambiente “Minhas Importações

Você poderá efetuar o pagamento do despacho postal via boleto bancário ou cartão de crédito, e a entrega da sua encomenda só irá prosseguir após o pagamento ser efetuado.

Por que houve um aumento no valor do despacho postal?

Segundo nota dos Correios, a quantidade de produtos sendo importados para o Brasil aumentou muito nos últimos tempos.

Com isso, foi necessário inserir mais recursos no processo de importação para que fosse mantida a qualidade do serviço, sendo necessário, consequentemente, aumentar o valor do despacho postal.

Mas… este valor de R$ 15,00 do despacho postal deve ser pago por todos que importam mercadorias?

Quem deve pagar o valor do despacho postal?

quem paga o despacho postal

Como dito no tópico acima, no dia 27/08/2018 o valor do despacho postal aumentou para R$ 15,00, com o intuito de manter a qualidade dos serviços prestados.

Neste mesmo momento, além do aumento do preço, os Correios anunciaram que o valor passou a ser cobrado de TODAS as encomendas internacionais chegadas ao Brasil.

Anteriormente a este anúncio, apenas quem tinha o seu pacote tributado pela Receita Federal deveria arcar com o valor do despacho postal.

Existe alguma forma da encomenda não ser taxada?

O que vem acontecendo é que, apesar da nota dos Correios, nem todos os pacotes estão sendo cobrados da taxa do despacho postal.

Os pacotes de ePacket/EMS estão sendo liberados sem ser cobrado o valor do despacho postal dos Correios, segundo relatos. Algumas encomendas da modalidade de frete EMS provindas de alguns países também estão sendo liberadas.

O motivo é que, devido a um acordo internacional, as encomendas EMS devem ser liberadas em um prazo de 24 horas. Visto que o prazo para pagamento do despacho postal é de 30 dias após a chegada, muitos pacotes não estão sendo cobrados pelo serviço.

No código de rastreio que é dado junto ao produto, as duas letras iniciais informam o tipo de pacote e as duas letras finais indicam o país de origem da sua encomenda.

Os códigos de rastreio que iniciam-se com CP, LZ, EA e LX são códigos de pacotes provindos da China na modalidade EMS. Estes pacotes, até então, não estão sendo cobrados.

Ou seja, essa pode ser uma boa hora para começar a importar da China nessa modalidade, pois assim você não deverá pagar R$ 15,00 por encomenda. Clicando aqui você pode aprender como comprar da China para revender e lucrar no Brasil.

Já as encomendas que possuem códigos de rastreio iniciando-se com a letra “R” estão, em sua maioria sendo cobradas do valor do despacho postal. Raros foram os relatos de pessoas informando que não foram cobradas.

Outra informação é de que encomendas provindas dos EUA estão passando sem a cobrança do despacho.

As notícias sobre os pacotes que estão ou não sendo liberados do despacho postal foram fornecidas pela plataforma de rastreio de encomendas Muambator. A plataforma possui um sistema de inteligência artificial que identifica a probabilidade de um pacote ser ou não taxado.

Além disso, o Muambator iniciou a hashtag #naoehsopelos15, onde estão sendo relatadas experiências de pessoas que vêm importando mercadorias depois de 27/08/2018 (data que iniciou-se a cobrança que, em tese, é para todas as encomendas).

Leitura indicada: Como rastrear pacotes e receber avisos grátis com o Muambator

Portanto, se você importa mercadorias para o seu negócio, é importante que fique atento em tentar evitar o pagamento do despacho postal.

Recomendamos que priorize a remessa EMS, como por exemplo o ePacket, que, segundo algumas pessoas, quem utiliza vem conseguido a liberação do pagamento do despacho. Ao contrário do que vem acontecendo, por exemplo, quando trata-se de produtos de Pequena Encomenda Registrada.

Continua com alguma dúvida sobre o despacho postal de encomendas internacionais?

Iremos solucionar, agora, algumas questões que ainda não discutimos ao longo do texto:

Outras dúvidas sobre o despacho postal dos Correios

1. Eu sou notificado da cobrança do despacho postal?

Não, o correio não envia nenhum tipo de notificação para seu email ou celular informando sobre a cobrança. Mas é possível verificar toda situação da sua encomenda via internet (pelo computador ou celular).

Como é possível observar na foto, você recebe informações sobre sua encomenda, e, quando ela é liberada sem tributação, a mensagem solicitando o pagamento do despacho postal vem junto.

É só clicar em pagar e emitir o boleto.

No caso da sua encomenda ser tributada pela Receita Federal, você pode acessar todo valor que deve pagar através do ambiente “Minhas Importações”.

despacho postal dos Correios

Dica valiosa: Você pode realizar o cadastro no Muambator, ferramenta que entre outras funções, envia notificações por email sobre todas as atualizações da sua encomenda nos correios. Basta você informar o código de rastreio e um email válido.

Para se cadastrar e receber avisos, inclusive para saber se a sua encomenda foi taxada, clique aqui e acesse o Muambator.

2. Existe um prazo para efetuar o pagamento do despacho?

Você tem o prazo de 30 dias para efetuar o pagamento. Caso não pague, a encomenda é devolvida a sua origem.

3. Posso realizar o pagamento para várias encomendas de uma só vez?

Até o momento, não. Os pacotes devem ser pagos individualmente, cada um de acordo com seu código de rastreio.

4. Posso efetuar o pagamento do despacho postal de encomendas internacionais em uma agência dos Correios?

Não, o pagamento deve ser feito via internet por boleto bancário ou cartão de crédito.

5. Posso alterar meu método de pagamento, após já ter escolhido algum (como por exemplo gerar o boleto e depois efetuar o pagamento com cartão de crédito)?

Não, não é possível. Quando os Correios aceitavam a alteração, eram gerados muitos pagamentos duplicados (pois as pessoas faziam confusão e acabavam efetuando o pagamento do boleto gerado e pelo cartão de crédito).

Como isso, os Correios enfrentavam muitos problemas com reembolso, e, por conta disso, esta opção não existe mais.

6. Minha encomenda é da modalidade Pequena Encomenda Simples. Eu sou cobrado pelo despacho postal?

Muitas pessoas têm dúvidas se serão cobradas nesta modalidade, pois ela não possui código de rastreamento, e, por isso, não é possível realizar o acompanhamento pela internet.

Mas a resposta é: sim, você será cobrado. Se importar por esta modalidade, você será notificado por SMS ou carta simples.  

O Grátis + frete se tornou inviável?

Não, ainda conseguimos fazer o Grátis + Frete!

Você pode passar para o cliente a responsabilidade de pagar a taxa de 15,00. Lembrando que optando por essa opção, é preciso que esteja claro em sua loja que o cliente é responsável por qualquer taxação que o produto tenha. Se o seu produto tiver um valor percebido alto, o cliente vai pagar a taxa satisfeito pois adquiriu um produto acessível às necessidades dele e com um preço excelente. O combinado não sai caro.

Lembre-se que o G+F é uma técnica utilizada para atrair clientes em potencial para a sua loja, e ela deve ser complementada com outras estratégias que ensinamos no curso para você usar na sua loja e ter ótimos retornos lucrativos.

Formas de contornar a taxa cobrada pelos correios

Inscreva-se no canal da Empreenda Ecommerce

1 º opção: Alterar a forma de envio para e-packet

Desde que a regra dos correios entrou em vigor, no dia 27/08, estamos acompanhando os alunos e parceiros que trabalham com DropShipping Internacional, com isso, observamos que algumas formas de envio estão passando direto pela taxa dos correios, ou seja, não está sendo cobrada. O E-packet é uma delas, embora seja um pouco mais caro, o tempo de entrega é bem menor. O que acaba sendo uma vantagem para você e os seus clientes.

2º opção: Trabalhar com outras ofertas

No curso ensinamos a trabalhar com mais duas ofertas além do G+F, que são: pago com frete pago e o pago com frete grátis. Para quem trabalha com E-packet e outras formas de envio de valores elevados, essas duas ofertas são excelentes, pois é possível trabalhar com produtos que possuam um ticket alto, onde a lucratividade será maior.

Conclusão

No curso deparamos com alunos que possuem muitos fornecedores, mas sabemos que essa não é a forma ideal. Opte por no máximo 3 fornecedores, pois dessa forma você consegue criar um contato mais íntimo e solicitar descontos em seus produtos.

Como vimos, desde agosto o despacho postal passou a ser cobrado a todos que importam mercadorias para o Brasil, além do seu valor ter aumentado.

Esta não é uma notícia muito boa, pois quem possui um negócio pode acabar saindo no vermelho ao ter que arcar com os custos do serviço.

Felizmente existem alternativas, como apresentamos no texto.

Além disso, uma dica fundamental para revender produtos importados é:

Não existe lugar mais perigoso para um importador do que estar acomodado no sofá de casa e longe das pesquisas. Preços, legislações, tipos de importação e políticas dos fornecedores mudam constantemente, todo empreendedor precisa ficar atento, e preparado a novos desafios que sempre vão aparecer.

Você sabia que o empreendedorismo no Brasil está em um momento favorável para você?

A hora do sucesso é agora!

E então, conseguimos esclarecer todas as suas dúvidas? Gostou do conteúdo? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Não se esqueça de se inscrever agora em nossa lista lista de e-mails para ficar por dentro de todas as mudanças do mercado!

  • Adorei o conteúdo!! Só que eu perdi o prazo de pagamento da taxa e a encomenda foi devolvida para a China, será que eu perdi o produto??

  • Meu endereço no id correios era antigo, atualizei no cadastro mas reaparece o antigo na pagina de pagamento da taxa e de endereço de envio. Reclamei por email e nunca recebi uma resposta. Agora venceu o prazo de pagar a taxa e devolveram a minha encomenda à loja de origem na China. É isso mesmo? Creio que há algo muito errado nisso tudo. Isto é Brasil.

  • Perdi o prazo de pagar a taxa de 15 reais , passou 5 dias, nao consigo mais receber a encomenda? tentei ligar mas me informaram que o pacote vai voltar…

    • Você precisa consultar qual método de envio que o fornecedor enviou o seu produto, e qual o prazo informado no momento da compra. Lembrando que você deverá verificar se o seu produto está aguardando a taxa do Despacho Postal ou se foi liberado sem a taxa.

  • Boa tarde, não conhecia todos os meandros da compra em sites internacionais e acabei escolhendo a opção de encomenda registrada (letra R), já paguei o despacho, mas vi que não é possível acompanhar a entrega dentro do Brasil. A última atualização é de que o despacho foi pago. É só isso mesmo? Sei que o prazo é de entrega é de até 30 dias úteis, mas teria ideia da média de tempo para entrega depois do pagamento? Obrigada!