Diversos cuidados e estratégias são necessárias para manter um e-commerce funcionando perfeitamente, bem como diminuir os seus custos de forma inteligente.

Um grande passo que todo empreendedor deve tomar é controlar o seu estoque e permitir que o mesmo não te dê aquela dor de cabeça no fim do mês.

Sabemos que um controle de estoque feito de maneira equivocada pode levar o seu negócio digital por água abaixo, sem sobrar nada para vender para que possa custear as dívidas.

Se você tem uma loja virtual e quer alavancar suas vendas, sem perder dinheiro e dando lucro todos os meses, fique aqui conosco e preste bem atenção, pois iremos lhe ajudar.

Mostraremos maneiras corretas de controlar o seu estoque, bem como entender todos os métodos, erros, custos e estratégias alternativas para você não passar aperto nas horas ruins.

Portanto, este guia irá demonstrar, de forma simples e objetiva, para aqueles que já possuem o seu e-commerce, como é possível controlar o estoque e aumentar a taxa de conversão de suas vendas cada dia mais.

Mas se você sempre pensou em empreender, abrir um e-commerce e fazer disso a única fonte de renda, fique aqui conosco, anote todas as dicas e ainda aproveite para ler mais sobre como criar a sua loja virtual e diversas outras dicas para alavancar as suas futuras vendas, aqui no nosso blog.

Dito tudo isso, abra a sua mente, pegue um papel e uma caneta (ou seu notebook se você não gostar de escrever), anote tudo e tenha eficiência, resultados positivos e redução de custos.

Você também pode ver os conteúdos em tópicos:

O que é controle de estoque, afinal?

Podemos afirmar que o controle de estoque significa supervisionar suas mercadorias físicas ou digitais que estão armazenadas, possibilitando que as mesmas não impactem no capital de giro.

Mercadorias sem giro afetam o seu e-commerce e fazem com que as finanças fiquem paradas, diminuindo seus lucros e suas vendas, posteriormente.

Controlando o seu estoque, é possível verificar a entrada e saída de produtos, observando se os mesmos estão viáveis para o seu público-alvo ou verificar estratégias para melhorar as vendas.

Também é possível analisar o lucro líquido obtido após o final do mês, identificar desvios e, inclusive, evitar prejuízos se o produto passar da validade.

Percebeu como a gestão do seu estoque é super necessária para o seu e-commerce?

Aqui, mostraremos como você mesmo pode aprender a controlar e aplicar estratégias para que os seus produtos sempre girem e você não perca dinheiro algum.

Quais são os principais métodos de controle de estoque?

Para sobreviver ao mundo dos e-commerces, é preciso entender diferentes maneiras para controlar o seu estoque e integrar o melhor método na sua loja virtual.

1- PEPS

Esta sigla tem como significado a seguinte expressão: “Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair”. Ou seja, esse método de controle de estoque visa vender as mercadorias mais antigas primeiro.

Exemplificando, se um celular foi comprado antes de um notebook, por exemplo, aqui baseia-se na venda prévia da primeira mercadoria, isto é, o telefone móvel.

É uma das formas mais utilizadas no controle do estoque na atualidade e permite que você não perca produtos e não aproxime tanto o valor da mercadoria ao seu custo real, pois o cálculo é obtido de acordo com os produtos mais velhos para os mais atuais.

Com isso, também garante ao empreendedor um maior controle da validade de todo o estoque, aumentando o seu lucro consideravelmente, bem como o capital de giro.

2- UEPS

Diferente do método anterior, o UEPS é literalmente o contrário do PEPS, onde o produto mas novo no e-commerce deverá ser o primeiro a ser vendido.

De acordo com o seu significado, “Último a Entrar, Primeiro a Sair”, este método confirma o que falamos acima.

Claramente, essa forma de controle de estoque não é indicado para quem vende produtos perecíveis, pois os mesmos podem passar da validade e o produtor acaba perdendo mercadoria e, consequentemente, dinheiro.

Também ao contrário do método anterior, aqui o cálculo dos seus produtos é baseado no valor das mercadorias mais novas.

3- Just in Time

Podemos traduzir esse tipo de gestão de estoque em “no momento exato”.

Esse método permite que o dono do e-commerce reduza consideravelmente os custos, pois esta é a especialidade deste tipo de controle de estoque.

Neste procedimento, o estoque será pequeno, mas sempre atendendo aos compradores perfeitamente.

Claro que isso possui riscos. Portanto, é preciso acompanhar fervorosamente suas vendas, seus pedidos e toda a gestão do seu e-commerce, evitando que seu empreendimento não tenha a quantidade suficiente de mercadoria no estoque.

Portanto, ter fornecedores rápidos e rigorosos com o prazo é crucial para o funcionamento deste método de controle de estoque.

4- Custo médio

Se você tem a sua loja virtual e achou que os métodos acima não são viáveis para seu negócio, este tipo de controle de estoque pode ser muito útil para reduzir os custos de uma maneira mais otimizada.

Também conhecido como Média Ponderada Móvel, este método indica que os valores do estoque precisam ser renovados sempre que novas mercadorias chegarem, através de uma média ponderada.

O cálculo é o seguinte: valor dos produtos antigos somados com os produtos novos e divido pela quantidade total de produtos no estoque.

É importante salientar aqui que este método e o PEPS são os únicos tipos de controle de estoque que são aceitos na contabilização dos custos para o Imposto de Renda, através do Ministério da Fazenda.

5- Curva ABC

Neste modelo, três bases são importantes para explicitar o quanto a manutenção de cada mercadoria é fundamental: o giro, a lucratividade e o faturamento.

Aqueles produtos que apresentam um giro razoável, porém garantem alto lucro e faturamento são classificados como tipo A. É importante garantir estes produtos no estoque em um bom nível.

Já as mercadorias classificadas como tipo B compreende a maior parcela do estoque, possuindo giro alto e contribuem para o aumento gradativo do faturamento mensal. Entretanto, comparando com os do tipo A, garantem lucros menores.

Para fechar, os do tipo C apresentam baixa saída e compreende uma pequena parte do faturamento do mês, gerando lucros bem restritos.

Estes últimos precisam estar em pequenas quantidades no estoque, possibilitando atender algumas demandas de clientes específicos.

Muito interessante este método de controle de estoque, não é mesmo?

Se você, leitor, acha que o ajuste do processo de compras precisa ser eficiente, escolha este método de controle de estoque.

6- Preço específico

Simplicidade é o primeiro nome desse método para controle de estoque.

Todavia, essa gestão de estoque só vai funcionar se você tiver como definir com exatidão o valor das mercadorias no seu estoque.

Assim, é o valor de cada produto que determina a baixa dos produtos durante as vendas.

Neste caso, o valor final para o estoque é garantido por todos os custos específicos somados de todas as mercadorias presentes.

Muito interessante todos esses métodos para controle do estoque, não é mesmo?

Mas, antes de você escolher algum, saiba quais são os erros que devem ser minimizados ao praticar a gestão do seu estoque.

Quais os erros comuns que devemos evitar ao controlar o estoque?

erros estoque

Muitos costumam colocar em suas cabeças que o estoque é um custo a mais no ramo dos negócios.

Porém, afirmamos que, para sua loja virtual se diferenciar das demais, você precisa entender que ter um estoque no ativo é fundamental.

Ou seja, o mesmo deve ser tratado como um dos pontos primordiais do seu e-commerce.

Controlar esse estoque, como já falamos acima, lhe ajudará a otimizar o investimento de sua empresa.

Já a má gestão e os erros comuns que envolvam o estoque contribuirá para a perda de dinheiro e uma menor taxa de conversão de vendas.

Listaremos aqui alguns erros que você deve evitar ao fazer a gestão do seu estoque.

Não utilizar programas de computador para controlar o estoque

Atualmente, as tecnologias estão em constante crescimento e processos de automação são necessários para escalar as vendas.

Para controlar de estoque não é nada diferente.

Quando gerenciamos o estoque através daquele caderninho, agenda ou em planilhas, tudo de forma manual, não é possível escalar os produtos e otimizar o seu tempo, por exemplo.

Com a utilização de softwares, o controle de esforços ficou muito mais ágil, poupando seu tempo e esforços.

São muitas tarefas que você irá fazer todos os dias, não é mesmo?

Portanto, faça uso de softwares específicos para controle de estoque.

Mais a frente iremos lhe dar um exemplo de uma ferramenta de gestão de estoque, então continue conosco.

Comprar mercadorias em excesso ou abaixo do necessário

Parece meio óbvio, mas muitos pecam nesse ponto.

Atente-se e perceba o quanto de produtos você deverá ter em seu estoque para sempre mantê-los girando e os lucros aumentarem.

Com o tempo, as mercadorias em excesso podem perder a validade, se tornar obsoletas ou ainda sofrerem danos devido ao armazenamento inadequado.

Agora, se você deixar o estoque com poucos produtos, as vendas irão diminuir, pois não conseguirá suprir as necessidades dos clientes. Isso também leva a uma diminuição da credibilidade do seu negócio.

Analise os seus itens todos os meses e entenda o ritmo do seu nicho para não errar no controle do estoque.

Não pensar no tempo médio de estocagem, mas sim no valor do produto

Cuidado com os números, pessoal!

Se você tiver em seu estoque um produto mais caro, tenha cuidado na hora de vendê-lo.

Imagine acabar com o estoque do mesmo em um determinado período, mas observar que há produtos com um valor mais abaixo que ainda estão em estoque e devem ser vendidos.

Entenda o seu mercado e identifique o tempo em que os produtos ficam estocados, não apenas pensando no valor da mercadoria.

Assim, evita-se incômodos e surpresas nada agradáveis.

Não identificar e descrever corretamente as mercadorias

Na hora de estocar seus produtos, não abra mão de descrevê-los e identificá-los de maneira correta.

Coloque as cores, tamanho, função, o nome do produto, etc.

Isso garante que você identifique os itens mais vendidos e os menos vendidos, por exemplo, e auxilia na não duplicação dos itens, evitando perda de dinheiro.

Imagine vender um produto e, quando irá procurá-lo no estoque, você percebe que não tem a cor que o cliente pediu? Após procurar bastante, você nota que a identificação do item azul estava como vermelho. E se o lucro com este produto fosse grande?

Viu só? Não esqueça disso!

Agora que você já sabe o que fazer para não errar na hora de controlar o seu estoque, está na hora de aplicar a gestão de suas mercadorias de maneira correta.

Vem com a gente, vamos lhe ajudar.

Como fazer o controle do estoque?

Como fazer o controle do estoque

Primeiramente, é necessário que ocorra a integração de todos os setores da empresa, principalmente o de compras e o financeiro.

Ao chegar um produto em seu estoque, o ideal é computá-lo no seu sistema de gerenciamento de estoque para controlá-lo internamente e/ou manter a organização da mercadoria no espaço físico, para que seja encontrada facilmente.

O que você pode fazer para controlar o estoque, afinal?

Daremos algumas dicas simples e objetivas para você sair na frente da concorrência.

Dicas para controlar o estoque da maneira correta

  • Planeje bem as compras dos produtos de acordo com a demanda do seu público alvo;
  • Escolha corretamente quem vai fornecer os produtos para a sua loja;
  • Tenha um inventário de estoque para que seus produtos possam ser cadastrados;
  • Gere métricas dos seus resultados, verificando qual produto está sendo mais vendido e em qual período isso ocorre. Faça isso também para os menos vendidos;
  • Faça uso de algum programa de controle de estoque eficiente, facilitando os cadastros dos produtos, agilizando o trabalho e otimizando o processo de vendas. Automatize tudo!

Falamos bastante sobre a necessidade de utilizar um programa ou ferramenta para automatizar o controle de estoque de maneira eficiente, correto?

Programas gratuitos para controle de estoque

O Programa Nex possui uma versão totalmente gratuita, onde simplifica toda a gestão do seu estoque. Com ele é possível cadastrar seus produtos rapidamente, acompanhar a movimentação pelo celular, controlar a quantidade máxima de cada produto, agilizar a entrada de estoque utilizando a NF-e do fornecedor e observar quanto você investiu no estoque, bem como o potencial de lucro com a venda total dos produtos.

Já a Conta Azul possui um controle de estoque online, onde você pode testá-lo gratuitamente por um período. A empresa é uma das maiores prestadoras de serviços para empreendedores, principalmente para aqueles que possuem uma loja virtual. Aqui, é possível utilizar o giro de estoque da ferramenta, garantindo a quantidade correta dos produtos e aumentando as vendas. Com a ferramenta, você ganha tempo na emissão de notas fiscais de entrada e de saída com o cadastro de transportadoras e fornecedores. O sistema também alerta o vendedor quando o estoque estiver pequeno, sempre deixando o empreendedor atento ao seu trabalho.

Super interessantes essas dicas, né?

Mas… Como nada na vida é só maravilhas, controlar o estoque também possui um custo.

Vejamos o que isso representa para a sua empresa.

Custos de estoque

O empreendedor precisa se preocupar com alguns custos para manter o estoque atualizado e funcionando perfeitamente.

São eles:

1- Custos de manutenção

Inclui o custo de oportunidade do capital, impostos e seguros, armazenagem física, perdas por deterioração, obsolescência, dano e furto.

2- Custos do produto

Remete ao valor do produto obtido de uma fonte externa quando é preciso repor a mercadoria.

3- Custos de pedido

São os custos que envolvem o processo de aquisição dos itens para repor o estoque, como o processamento dos pedidos, preparação do manuseio ou da produção para atender ao lote, envio dos produtos e o custo das operações de recebimento.

4- Custos da falta de produtos

Esses custos são provindos quando há uma demanda de itens em falta no estoque, podendo ser das vendas perdidas ou de atrasos.

Mas… Calma aí!

Relaxa que a Empreenda Ecommerce está aqui para lhe ajudar.

Iremos lhe mostrar alternativas para controle do estoque, onde você poderá reduzir drasticamente estes custos na hora de gerir todos os produtos.

Alternativa para controle de estoque

Alternativa para controle de estoque

Quando se tem uma loja virtual, é possível aplicar um tipo de estoque alternativo, com um controle alternativo, chamado drop shipping.

Saiba que as principais lojas de e-commerce do mundo faturam bilhões com este método.

Gigantes como Ebay, Amazon, Mercado Livre e AliExpress são outros exemplos de empresas que usam este método como a base do seu negócio.

Mas o que é drop shipping, afinal? Porque muita gente está investindo nisso agora?

Podemos afirmar: porque é muito simples e fácil para ganhar muito dinheiro num pequeno espaço de tempo!

O que é Drop Shipping?

O termo quer dizer para deixar toda a parte da entrega e do estoque por conta do fornecedor.

A empresa Amazon, por exemplo, vende milhares de produtos, nos quais a maioria não provém do estoque de fábrica, mas sim de outros fornecedores. Ou seja, o estoque é terceirizado.

Assim, o empreendedor economiza muito dinheiro, sem precisar de um grande capital inicial, e ainda auxilia no crescimento destas empresas que fornecem seus produtos e os entregam.

Em outras palavras, isso é denominado de Serviço de Entrega Direta ao Cliente – método EDC.

O serviço funciona assim: após os pedidos/pagamentos serem feitos pelo cliente em sua loja virtual, deve-se entrar em contato com o fornecedor (nacional ou estrangeiro). Após o pagamento estiver finalizado, o fornecedor postará as mercadorias, mas sem divulgar sua marca.

Ficou fácil agora, né?

Entendeu como você não precisa se preocupar com todo o controle de estoque, bem como as práticas necessárias para que ele seja feito corretamente?

Imagine você não precisando se preocupar com suas mercadorias, apenas com o processo de marketing e vendas? Ótimo, certo?

Saiba mais sobre o tema em questão: 

Quer saber o porquê essa prática é vantajosa?

  • O lojista não tem custo com estoque;
  • Não tem custo com espaço para estoque;
  • Não tem preocupação com o processo de embalagem e envio;
  • O lojista pode testar novos produtos, sem perda de capital, já que sua loja é só uma vitrine.

Massa, não é?

Temos certeza que você ficou maravilhado com esse novo tipo de gestão de estoque.

Se interessou? Quer lucrar mais ainda com seu e-commerce ou criar uma loja virtual utilizando o método drop shipping?

Nós da Empreenda Ecommerce lhe convidamos a conhecer as técnicas que poucas pessoas conhecem para trabalhar com estoque terceirizado da forma correta e conseguir excelentes resultados.

Acesse o portal e surpreenda! Construa o seu e-commerce de sucesso em menos de um mês e arrase nas vendas.

Responsável pelo planejamento das redes sociais e parte do time de conteúdo, ela vai roubar o tédio dos seus dias e transformar você e seu negócio com posts incríveis.