como trabalhar com e commerce

Se você está lendo este artigo, por certo quer saber como trabalhar com ecommerce. A internet, hoje, tem o poder de nos colocar aonde queremos, em poucos minutos. E, caso você não saiba, ainda é um terreno pouco explorado, principalmente no Brasil. Em países de primeiro mundo, esta realidade já acontece há muito tempo.

Além disso, trabalhar com ecommerce nos dá a oportunidade de trabalhar de casa, ou mesmo em viagem, apenas com um computador e uma rede de internet.

Seja para complementar sua renda, ou para iniciar um negócio como renda principal, quem opta por explorar o comércio no mundo virtual busca também qualidade de vida. Ter mais tempo com a família e suas atividades prazerosas, menos horas em trânsito, reuniões e ambiente de trabalho estressante.

E o mais importante: saber que a sua vida financeira pode ser determinada por sua dedicação a um negócio próprio. Livre-se de variáveis como crises, cortes na empresa e outras, que não temos controle.

Posso garantir: trabalhar em casa, participar ativamente da vida familiar, proporcionar momentos inesquecíveis sem ficar ligado em férias da empresa são só o começo das vantagens para quem busca trabalhar com comércio eletrônico.

Tópicos do artigo:

Os primórdios do ecommerce no exterior

No exterior, a realidade do comércio tradicional começou a ser alterada em 1979, com o britânico Michael Aldrich, com as “televendas”.

A França teve um serviço precursor da internet, que se chamaria Minitel, a partir de um grande terminal que conectava pessoas através de linhas telefônicas. O Minitel durou de 1982 a 1994, quando atingiu seu limite como rede interconectada, com mais de 25 milhões de usuários. Declinou até ser oficialmente encerrado em 2011.

Neste meio tempo, a World Wide Web (teia ao redor do mundo, em bom português) ou internet nascia em 1990. Em 1991, iniciou-se o uso comercial da Internet.

O território inexplorado das vendas on-line foi aberto. Criação de domínios registrados para lojas virtuais cresceram em 3 anos, de 120.000 para mais de 2 milhões de usuários.

Com a franca evolução do comércio eletrônico, foram criados protocolos de segurança para envio de dados, já em 1994.

Em 1995, surgia a Amazon, uma mega store do ramo de livros. Atualmente comercializa milhares de itens variados, uso a interface com o usuário como tática de vendas, e não para de crescer.

Entre 1995 e 2000, surgiram empresas conhecidas como Yahoo, Google, Paypal, e outras gigantes do ecommerce.

O ecommerce no Brasil, dos primórdios até hoje em dia

A evolução do ecommerce no Brasil.

No Brasil, quem começou a trabalhar com lojas eletrônicas, já em 1992, foi o Magazine Luiza. Os terminais de vendas ainda não eram conectados à internet- o governo brasileiro só liberou o comércio virtual em 1995. Com certeza, foi o precursor da loja virtual da marca, liderada pela empresária visionária e bem sucedida.

Em 1996 surgiu a primeira loja virtual 100% brasileira. Daí em diante, os gigantes do mercado tradicional iniciaram um verdadeiro êxodo digital. Migraram pouco a pouco para as vendas através da internet.

Nos dias de hoje navegamos em suas lojas virtuais e fazemos compras on-line, numa realidade impensável há 20 anos.

Para atrair e fidelizar clientes, aplicativos para celular, no estilo “gamification” são baixados de graça, mostrando promoções, produtos e descontos exclusivos – como a rede Extra, por exemplo.

Ainda assim, os brasileiros ainda tem medo e não sabem como trabalhar com ecommerce. Menos de 10% do potencial de vendas digital é explorado em terras tupiniquins.

Enquanto outros países já vivem a realidade do ecommerce como impulsionador da economia e meio de renda de milhares de famílias, estamos engatinhando no mundo digital.

E é por isto que gostaríamos de apresentar a você este filão de oportunidades, de maneira prática. Temos anos de experiência em empreendedorismo, que dividimos pelo Brasil afora em palestras e workshops.

Iniciamos nossa jornada com ecommerce quando pouco se falava disto. Erramos algumas vezes e aprendemos com todos os nossos erros!

Com esta experiência, desenvolvemos uma forma de trabalhar que  permite a tão falada liberdade financeira, proporcionando experiências de vida especiais. Muitas pessoas afirmam que, com certeza não seria possível ter tempo para todas elas, trabalhando em um emprego no método convencional.

Mas sejamos claros: para que você saia na frente, é preciso trabalho.

O meio virtual traz muitas oportunidades, mas não existe ganho sem dedicação. Está pronto para entender como  começar a trabalhar com ecommerce?

Mas então, como trabalhar com Ecommerce?

ecommerce no brasil

Algumas pessoas que buscam como trabalhar com ecommerce já trabalha ou trabalhou, em algum momento, com o comércio tradicional.

No mundo virtual você precisa ter cuidados semelhantes com comércio tradicional, ao abrir um negócio:

  • Saber o segmento de clientes,
  • Produtos contemplados para a venda,
  • Entender da administração orçamentária

Montar um plano de negócios é o primeiro passo. Analise e coloque no papel:

O que você quer vender? Tem procura? Todo mundo vende ou é um novo nicho de mercado?

Dentro do comércio eletrônico, há uma vastidão de opções para quem quer iniciar um negócio. Você pode oferecer produtos de fabricação própria, montar seu site de vendas, e, é claro, trabalhar na divulgação de seus produtos.

Há também lojas online montadas para quem quer ser revendedor. Natura, Boticário, Magazines Luiza, só para citar algumas, oferecem este tipo de oportunidade. Seu trabalho é divulgar em sua rede de contatos, criar caminhos para a revenda, e lucrar com uma porcentagem do que foi vendido.

Mas, e se você não tem perfil de vendedor, não produz nada ou não pode oferecer serviços em sua rede, devido a outro emprego, por exemplo? Existem outras opções, com a importação de produtos de grande procura, fazendo drop shipping.

Criamos um artigo para você entender o que é drop shipping e como funciona.

Seu trabalho, neste caso, é gerenciar seu próprio negócio, através de um site, algumas horas por dia, para fazer os pedidos de seus clientes para fornecedores.

Quem é o seu cliente? Quem é o público alvo, onde encontrá-lo?

Esta é uma pergunta relevante se você vai criar qualquer negócio.

Seja lá o que for seu produto – de sua fabricação, de uma marca forte ou produtos importados –  é importante saber o público alvo.

Ao saber quem gosta daquele tipo de produto, poderá direcionar a sua divulgação, em redes sociais, criando uma loja no Facebook com o F-commerce, e também uma loja no Instagram, por exemplo.

Precisa de um investimento inicial?

Busque informações sobre o passo a passo da montagem de seu ecommerce, e veja qual seu investimento. Criar um site, escolher um modelo de loja virtual, comprar um domínio, abrir ou não uma MEI, pagar uma mensalidade para ser franqueado virtual, tudo isto precisa estar “na ponta do lápis” – ou do mouse! – se quiser fazer seu negócio dar certo.

O nicho de ecommerce que queremos apresentar à você, em comparação ao comércio tradicional e outros comércios virtuais, tem várias vantagens:

  • O aluguel ou uso de espaço físico inexiste;
  • O investimento financeiro inicial é irrisório;

Qual plataforma de ecommerce é interessante para seu segmento de mercado?

É importante escolher a plataforma adequada para o que irá comercializar. Para trabalhar na internet com ecommerce, como já disse acima, as opções são:

  • Sites próprios,
  • Plataformas de “franquia” digital,
  • Plataformas de ecommerce com diversos nichos de mercado, como roupas, gastronomia, acessórios, produtos eletrônicos, por exemplo.

Muitos empreendedores que trabalham revendendo produtos importados, utilizam a plataforma Shopify. Ela é uma das mais utilizadas, pois possui ferramentas específicas para trabalhar com drop shipping.

Quantas horas vai se dedicar, por dia, por semana, por mês, neste novo negócio?

dedicação ecommerce

Quanto tempo você tem disponível para se dedicar, ou planeja dedicar-se?

Antes de definir por um ou outro tipo de ecommerce, veja se terá tempo hábil para:

  • Divulgar – cuidar de redes sociais, manutenção de site, postagens diárias
  • Gerenciar seu negócio – pedidos, entrega, financeiro.

Vale comparar as atividades obrigatórias necessárias para cada tipo de ecommerce, também como parâmetro de escolha de seu negócio virtual. Novamente, podemos afirmar que trabalhar com o drop shipping revendendo produtos direto da fábrica é vantajoso também nesse sentido.

Qual será a plataforma segura de pagamento para sua loja virtual?

Atualmente é necessário ter uma conta em uma plataforma segura para recebimento do pagamento de clientes. Plataformas que oferecem várias opções de pagamento, como Pagseguro, Mercado Pago e Pay Pal são ótimas opções.

Busque conhecer a taxas de serviços cobradas por cada uma, para parcelamento e também para transferência dos pagamentos para sua conta.

Como irá controlar suas atividades diárias em sua loja virtual?

Algumas atividades de uma loja virtual, na verdade, são bem práticas. Se você trabalhar com produtos em estoque, precisará controlá-lo.

Se fabricar e comercializar produtos, precisa ter controle de matéria-prima, demanda de produtos e fluxo de caixa constantes. Os pedidos de produtos precisam ser entregues. Procedimentos como embalar, endereçar, enviar (e como enviar), são extremamente relevantes para seu ecommerce decolar.

No caso de plataformas de franquias virtuais, ou comércio de produtos importados via drop shipping estas preocupações não existem.

Atividades como controle de estoque, matéria prima, embalagem e envio dos produtos  não farão parte de sua rotina. Isto diminuirá suas atividades diárias na cadeia de vendas.

Precisa investir em algum curso para melhorar o desempenho no ecommerce?

O que difere um amador de alguém que realmente quer trabalhar com ecommerce seriamente, é o grau de comprometimento do empreendedor. Para empreender, é importante buscar cursos voltados à área que quer desenvolver.

Investir num curso também pode ser a diferença entre meses ou anos de tentativa e erro. É muito melhor ter uma estratégia, ou passo a passo, que o faça avançar rápido e de forma segura para trabalhar com ecommerce.

Lembre-se: colocar no papel o que almeja ao trabalhar na internet com ecommerce, verificar todas as possibilidades e obrigações como empreendedor na área são importantes.

E se você quiser economizar seu tempo e acelerar resultados, convido a assistir um vídeo que preparamos para você. Nele falamos sobre uma técnica de vendas que poucos tem acesso, e que te permite a iniciar um negócio lucrativo em 21 dias. Assista agora!

Esta pode ser a sua chance de trabalhar com ecommerce, com produtos importados de grande procura, sem preocupar-se com estoque e envios.

E o melhor: com o passo a passo das estratégias necessárias para montar seu negócio, comprovadas com casos de sucesso de várias pessoas que criaram negócios rentáveis e duradouros.

Faz parte da equipe de conteúdo da Empreenda Ecommerce. A curiosidade a fez “especialista em assuntos aleatórios” – sabe de tudo um pouco, pois ela não para de estudar novos assuntos. Escreve desde os nove anos de idade e hoje se orgulha dos vários livros publicados.
  • bom dia a muito tempo busco algo pra trabalhar na internet, mas não tenho a mínima ideia de como fazer isso por onde começar e gostaria muito de saber como fazer se possível me chame no zap 62 984824585